terça-feira, 1 de abril de 2008

Como criar backup e recuperar a tabela de partições

A pior coisa é quando você formata uma partição ou cria uma outra e descobre que na hora de instalar um novo sistema operacional na partição que formatou ou criou, o particionador não consegue encontrá-la, acusando que seu disco não está particionado. Digo pior coisa porque isso aconteceu comigo :( . Mas valeu a pena, pois agora aprendi a fazer backup da tabela de partição e caso ocorra novamente não precisarei nem me preocupar.

Como criar um backup da tabela de partição:

Primeiro descubra qual a sigla está sendo usada para o dispositivo de disco rígido. Normalmente sda ou hda. Faça:

$ sudo fdisk -l

No meu caso o disco é listado como sda. Veja:

Disco /dev/sda: 250.0 GB, 250059350016 bytes

Então faça o backup:

# sudo dd if=/dev/sda of=backup.mbr bs=512 count=1

Os 512 bytes da MBR - Registro Mestre de Inicialização (Master Boot Record) do dispositivo "/dev/sda" serão copiados no arquivo "backup.mbr". Armazene este arquivo num lugar seguro ou então envie para seu email para não perdê-lo.

Como restaurar a tabela de partição através do backup:

Assim, caso aconteça de você perder sua tabela de partições você pode dar um boot com um live-cd qualquer e restaurar a tabela com o comando abaixo:

$ sudo dd if=backup.mbr of=/dev/sda

Esse comando faz exatamente o oposto do comando anterior e copia o backup para a MBR.

Como recuperar a tabela de partição sem backup:


Pode acontecer de você não ter feito o backup. Não se desespere. (Ufa! isso aconteceu comigo). Ainda existe solução. De boot utilizando um live-cd. Eu utilizei o ubuntu. Instale o testdisk com o comando abaixo:

$ sudo apt-get install testdisk

ou então baixe o pacote para sua distribuição clicando aqui. Então execute-o:

$ sudo testdisk

Deixe a opção "create" selecionada e dê enter. Utilize as setas do teclado e selecione o dispositivo. No meu caso "/dev/sda" . Dê um enter em "proceed". Selecione o tipo de partição. Normalmente é a primeira "Intel/PC partition". Selecione a terceira opção "Geometry" . Aqui será necessário informar corretamente cilindros, cabeçalhos, setores e tamanho de setores do dispositivo. Para isso, abra um novo terminal e descubra estas informações com o comando abaixo:

$ sudo fdisk -l

Disco /dev/sda: 250.0 GB, 250059350016 bytes
255 heads, 63 sectors/track, 30401 cylinders
Units = cilindros of 16065 * 512 = 8225280 bytes
Disk identifier: 0x861a861a

Provavelmente esta informações já estarão corretas. Caso contrário, preencha cada uma utilizando as setas e o enter. Feito isto selecione "ok" e navegue até a primeira opção "Analyse". Selecione "proceed" novamente e dê enter. Será mostrado uma tela parecido como esta:

Disk /dev/sda - 250 GB / 232 GiB - CHS 30401 255 63
Partition Start End Size in sectors
* HPFS - NTFS 0 1 1 3186 254 63 51199092 [Sistema ]
L HPFS - NTFS 3187 1 1 14779 254 63 186241482
L HPFS - NTFS 14780 1 1 26339 254 63 185711337
L Linux 26340 1 1 28251 254 63 30716217
L Linux 28252 1 1 30272 254 63 32467302
L Linux Swap 30273 1 1 30400 254 63 2056257

Structure: Ok. Use Up/Down Arrow keys to select partition.
Use Left/Right Arrow keys to CHANGE partition characteristics:
*=Primary bootable P=Primary L=Logical E=Extended D=Deleted
Keys A: add partition, L: load backup, T: change type, P: list files,
Enter: to continue
NTFS, 26 GB / 24 GiB

Conforme você vai utilizando a seta do teclado para baixo e para cima, vai aparecendo uma descrição das partições embaixo, como é mostrada "NTFS, 26 GB / 24 GiB"quando eu estava selecionando a primeira partição " * HPFS - NTFS 0 1 1 3186 254 63 51199092 [Sistema ] " na tela acima. No meu caso, todas as partições estavam corretamente listadas. Entretanto, você pode alterar as características utilizando as setas esquerdas e direitas do teclado. As características são:

*=Partição primária de boot
P= Partição primária
L= Partição lógica
E=Partição extendida
D= Apaga partição

Quando tudo estiver correto, dê enter e selecione "Write" para escrever as alterações e "Quit" para sair do programa. Reinicie o computador e pronto.

Fontes: http://www.dicas-l.com.br/dicas-l/20050620.php
http://www.howtoforge.com/data_recovery_with_testdisk

Um comentário:

Lauro Cesar disse...

E aí Jefinho, que sufoco hein!

Quase fica sem seus vários preciosos megas né? Mas fuçado como é, não esperaria outra coisa de você, que não a solução do problema. Parabéns pelo sucesso obtido e por compartilhá-lo conosco tornando nossas vidas mais fáceis na hora de um problema semelhante.

Inté.